quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Ação de Graças

"Alegrai-vos, ó justos, no Senhor, e rendei graças ao seu santo nome." Salmos 97:12

Em tempos de caos, violência, intolerância, discriminação... só mesmo nos aproximando de Deus para suportar!

Bjim, Paula


Imagem: http://orizamartins.blogspot.com

terça-feira, 23 de novembro de 2010

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Dia da Bandeira

Nossa bandeira foi instituída quatro dias após a proclamação da nossa República, por isto comemoramos em 19 de Novembro o Dia da Bandeira.


Você sabia que quando várias bandeiras são hasteadas em nosso país, a bandeira brasileira deve ser a primeira a chegar ao topo do mastro e a última a descer?  E quando uma bandeira brasileira fica velha, suja ou rasgada deve ser substituída por uma nova e entregue numa unidade militar, que promoverá a sua queima no dia 19 de Novembro? E ainda, que caso uma bandeira do Brasil fique hasteada em período noturno ela deve ser iluminada?

Legal, né?


Segue, abaixo, letra do Hino à Bandeira, que foi escrito por Olavo Bilac e a música foi composta por Francisco Braga:



Salve lindo pendão da esperança!
Salve símbolo augusto da paz!
Tua nobre presença à lembrança
A grandeza da Pátria nos traz. 

Recebe o afeto que se encerra
em nosso peito juvenil,
Querido símbolo da terra,
Da amada terra do Brasil! 

Em teu seio formoso retratas
Este céu de puríssimo azul,
A verdura sem par destas matas,
E o esplendor do Cruzeiro do Sul. 

Recebe o afeto que se encerra
Em nosso peito juvenil,
Querido símbolo da terra,
Da amada terra do Brasil!
Contemplando o teu vulto sagrado,
Compreendemos o nosso dever,
E o Brasil por seus filhos amados,
poderoso e feliz há de ser! 

Recebe o afeto que se encerra
Em nosso peito juvenil,
Querido símbolo da terra,
Da amada terra do Brasil! 

Sobre a imensa Nação Brasileira,
Nos momentos de festa ou de dor,
Paira sempre sagrada bandeira
Pavilhão da justiça e do amor!

Recebe o afeto que se encerra
Em nosso peito juvenil,
Querido símbolo da terra,
Da amada terra do Brasil!


segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Proclamação da República

A Proclamação da República aconteceu em 15 de Novembro de 1889. Diante de uma monarquia em crise, houve a necessidade de implantar um novo regime de governo que fosse capaz de fazer o país progredir. Neste dia, o Marechal Deodoro da Fonseca assinou um manifesto proclamando a República do Brasil e instalando um governo provisório, no qual ele era o Presidente da República. Alguns dias depois,  a família imperial retornou para Portugal, deixando para trás décadas de monarquia.


Eis aí o belo Hino da Proclamação da República do Brasil, com letra de Medeiros e Albuquerque, e  com música de Leopoldo Miguez.

HINO DA PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA
Seja um pálio de luz desdobrado,
Sob a larga amplidão destes céus
Este canto rebel que o passado
Vem remir dos mais torpes labéus.

Seja um hino de glória que fale,
De esperança de um novo porvir,
Com visões de triunfos embale
Quem por ele lutando surgir.

Liberdade! Liberdade!
Abre as asas sobre nós
Das lutas, na tempestade
Dá que ouçamos tua voz.

Nós nem cremos que escravos outrora,
Tenha havido em tão nobre país
Hoje o rubro lampejo da aurora,
Acha irmãos, não tiranos hostis.

Somos todos iguais, ao futuro
Saberemos unidos levar,
Nosso augusto estandarte, que puro,
Brilha avante, da Pátria no altar.

Liberdade! Liberdade!
Abre as asas sobre nós
Das lutas, na tempestade
Dá que ouçamos tua voz.

Se é mistér de peitos valentes,
Haja sangue em nosso pendão,
Sangue vivo do herói Tiradentes,
Batizou este audaz pavilhão.

Mensageiro de paz, paz queremos,
E de amor nossa força e poder
Mas da guerra nos transes supremos,
Heis de ver-nos lutar e vencer.

Liberdade! Liberdade!
Abre as asas sobre nós
Das lutas, na tempestade
Dá que ouçamos tua voz.

Do Ipiranga é preciso que o brado,
Seja um grito soberbo de fé,
O Brasil já surgiu libertado,
Sobre as púrpuras régias de pé.

Eia pois, brasileiros, avante!
Verde louros colhamos louçãos,
Seja o nosso país triunfante,
Livre terra de livres irmãos!

Liberdade! Liberdade!
Abre as asas sobre nós
Das lutas, na tempestade
Dá que ouçamos tua voz.
  

Bom feriado para todos!
Bjim, Paula!

sábado, 6 de novembro de 2010

Quem Lê Com Pressa Tropeça

Quem Lê com Pressa Tropeça - O ABC do Trava Língua de Elias José

Este livro é uma graça!
O autor fez, com cada letra do alfabeto, um trava língua. Alguns são bem interessantes, meus filhos gostaram bastante e se divertiram tentando falar os trava línguas!

Recomendado!

Bjim, Paula

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Mulheres

Pela primeira vez na nossa História, teremos uma mulher no mais alto cargo, a Presidência da República. Sob seu comando estará a vida de milhões de brasileiros e um país de dimensões continentais. Quando penso na responsabilidade de Dilma Rousseff, sinto orgulho de ser mulher e de saber que, em alguns lugares do mundo, podemos chegar tão longe. Se ela fará um bom governo ou não, aí somente o tempo irá responder, mas desde já seu feito é inédito e seu nome já está registrado na História do Brasil.

Ao mesmo tempo que tudo isto acontece aqui, outra mulher ganha destaque internacional. Seu nome é Sakineh Ashtiani, ela tem 43 anos e é mãe de dois filhos. O que ela fez? Foi acusada de ter participado do assassinato do marido e de adultério. O que isto causou? Sua condenação à morte por apedrejamento.

Cada país tem sua cultura, seus costumes, suas leis e a soberania de cada um deve ser respeitada. Claro que não podemos fechar nossos olhos para aqueles que cometem crimes e todos, sem exceção, devem ser punidos de acordo com a lei que vigora em seus países. Alguns podem dizer: "Mas não é exatamente isto que está acontecendo no Irã? Ela não está sendo condenada de acordo com as leis locais?" Sim, mas... apedrejamento? Como é brutal e absurdo pensar em apedrejar um outro ser até ele morrer. Como leis, costumes e tradições podem ser cruéis.

Eis aí dois exemplos de mulheres que estão em destaque na mídia mundial. Eis aí os extremos.

Que Deus as abençoe!

Bjim, Paula